Papa afirma que é imperativo e urgente proteger a população de Mossul

Cidade do Vaticano, 29 mar (EFE).- O papa Francisco afirmou nesta quarta-feira que é imperativo e urgente proteger a população civil retida em Mossul (Iraque), em mensagem durante a audiência geral realizada na Praça de São Pedro.

"Meu pensamento está com as populações civis retidas nos bairros ocidentais de Mossul e com os deslocados por causa desta guerra aos quais me sinto unido no sofrimento através da oração e da proximidade espiritual", expressou Francisco ao saudar uma delegação iraquiana presente na audiência.

O pontífice continuou expressando sua "profunda dor pelas vítimas deste sangrento conflito" e então renovou sua chamada "para que todas as forças se empenhem na proteção de civis, o que é uma obrigação, imperativa e urgente".

O papa lembrou, além disso, que "a riqueza" do Iraque é "o mosaico que representam a unidade na diversidade, a força na união e a prosperidade na harmonia".

Por fim, Francisco convidou a "seguir por este caminho" e pediu orações "para que o Iraque encontre na reconciliação e na harmonia de suas diferentes comunidades étnicas e religiosas, a paz, a unidade e a prosperidade".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos