Erdogan chama UE de "aliança Cruzada" por encontro de líderes com o papa

Istambul, 2 abr (EFE).- O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, qualificou neste domingo a União Europeia (UE) como "aliança Cruzada", ao lembrar a recente visita dos líderes comunitários ao papa Francisco no Vaticano e apontando que por isso a UE não quer admitir a Turquia como membro.

Durante um comício eleitoral em Ancara, o presidente turco mencionou a visita dos 27 chefes de Estado e do governo da UE ao papa, realizada no marco das festividades pelo 60º aniversário do Tratado de Roma.

Erdogan está fazendo campanha a favor de uma grande mudança constitucional que será votada em referendo no dia 16 de abril e que caso seja aprovada, lhe dará amplos poderes executivos.

"Olhem como eu tinha razão. Olhem: todos os líderes dos países-membros da UE foram como cordeiros à Itália, ao Vaticano, para se sentar e escutar o papa", disse Erdogan, segundo recolhe o jornal turco "Hürriyet".

"Entendem agora por que a UE não acolhe a Turquia há 54 anos? Entendem? Vou ser muito franco e muito claro: é uma aliança Cruzada", manifestou o presidente turco.

"Em 16 de abril, será um dia para avaliar ao mesmo tempo essa decisão. Porque estão mentindo sem parar há 14 anos, e seguem mentindo atualmente", acrescentou Erdogan, que parecia se referir à primeira promessa concreta da UE de negociar sobre uma entrada turca no clube comunitário.

"A nação turca, se Deus quiser, dará aos líderes ocidentais a maior lição", concluiu o presidente turco.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos