OEA fará reunião sobre Venezuela mesmo após Bolívia cancelar sessão

Washington, 3 abr (EFE).- A Organização dos Estados Americanos (OEA) se prepara para realizar nesta segunda-feira a sessão sobre a Venezuela, que será presidida por Honduras perante a ausência da Bolívia, presidente do Conselho Permanente e que suspendeu essa reunião esta manhã.

O assessor jurídico da OEA, Jean Michel Arrighi, explicou que a sessão pode começar porque há quórum (um terço dos 35 Estados-membros, ou seja, pelo menos 12) e que, na ausência do presidente (Bolívia) e do vice-presidente (Haiti), sua presidência corresponde ao embaixador titular com mais tempo na organização; no caso, Leónidas Rosa Bautista, de Honduras.

A pedido do México, agora há um recesso de 15 minutos para informar a todos os países que não estão presentes na sala do Conselho sobre a realização da reunião, que foi convocada na sexta-feira quando a presidência do Conselho era ocupada por Belize, que aceitou a solicitação de 20 países.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos