Secretário-geral da ONU condena atentado no metrô de São Petersburgo

Nações Unidas, 3 abr (EFE).- O secretário-geral da ONU, o português António Guterres, condenou nesta segunda-feira o atentado no metrô de São Petersburgo, na Rússia, e reivindicou que os autores do mesmo sejam responsabilizados devidamente.

Guterres também ofereceu sua condolências às famílias das vítimas, ao governo e ao povo russo, segundo seu porta-voz, Stéphane Dujarric, em um breve comunicado.

"Os responsáveis deste ato abominável devem prestar contas", ressaltou o chefe das Nações Unidas.

O ataque na cidade russa deixou pelo menos dez mortos e carca de 50 feridos.

De acordo com fontes oficiais, 25 dos feridos, entre eles crianças, foram internados em vários hospitais da cidade com lesões causadas pelos estilhaços e pela onda de choque da detonação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos