Estado Islâmico executa 33 pessoas na província síria de Deir ez Zor

Cairo, 5 abr (EFE).- O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) assassinou 33 pessoas nesta quarta-feira na província de Deir ez Zor, no nordeste da Síria, na maior execução em massa realizado este ano pelos jihadistas nesse país, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

O massacre aconteceu na cidade de Badiat al Mayadin, situada oito quilômetros ao sudeste da cidade de Al Mayadin, no leste da província de Deir ez Zor, considerada uma das principais fortificações do grupo terrorista.

As vítimas tinham entre 18 e 25 anos, segundo ativistas citados pelo Observatório, que não presenciaram a execução, mas viram os corpos, todos eles degolados.

Os ativistas desconheciam a identidade dos falecidos e não sabiam se eram prisioneiros civis ou se pertenciam a alguma facção armada.

A execução em massa foi realizada ao lado de uma fossa cavada na terra, que estava cheia de sangue das execuções quando os ativistas a encontraram, segundo a ONG.

Esta é a execução coletiva de maior envergadura realizada pelo EI na Síria neste ano.

No ano passado, o EI assassinou 30 jovens em Deir ez Zor em dois rodízios separados, o primeiro em setembro e o segundo em outubro, segundo o Observatório.

O EI proclamou no final de junho de 2014 um califado na Síria e no Iraque e no mês seguinte conquistou Deir ez Zor quase totalmente. EFE

agm/rsd

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos