Polícia russa detém 6 suspeitos de ligações com grupos terroristas

Moscou, 5 abr (EFE).- Seis cidadãos de países de Ásia Central foram detidos nesta quarta-feira em São Petersburgo, na Rússia, como suspeitos de colaboração com o Estado Islâmico (EI) e outras organizações terroristas, informaram as autoridades.

Os detidos estão acusados de recrutar pessoas para grupos como Al Nusra e o EI, afirmou o Comitê de Instrução russo.

As prisões ocorreram dois dias depois do atentado da última segunda-feira, no metrô de São Petersburgo, onde morreram 14 pessoas e dezenas ficaram feridas após a explosão de uma bomba.

O Comitê de Instrução disse que tinham registros das casas dos detidos, onde apreenderam materiais islamitas de caráter extremista e outros documentos.

No entanto, os investigadores não afirmaram se os seis detidos têm alguma relação com o atentado da semana passada, onde o principal suspeito é um homem nascido no Quirguistão e naturalizado russo.

Antes, as autoridades russas informaram que realizaram uma operação na casa do suposto terrorista suicida, identificado como Akbarzhon Dzhalilov, de 22 anos.

Aparentemente, foi ele quem detonou uma bomba que estava presa em seu corpo, em um vagão do metrô quando circulava entre duas estações.

E acredita-se que foi também ele que colocou uma segunda bomba em outra estação do metrô, "Ploschad Vosstania", mas que foi desativada a tempo pela polícia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos