Sobe para 5 o número de mortos em explosões em fábrica de fogos em Portugal

Guarda (Portugal), 5 abr (EFE).- A Autoridade Nacional de Defesa Civil (ANPC) confirmou nesta quarta-feira que cinco pessoas morreram e outras três continuam desaparecidas após as explosões, ontem, de uma carga em uma fábrica de fogos, em Portugal.

Segundo informaram hoje à Agência Efe fontes da ANPC, as explosões ocorreram quando várias pessoas estavam carregando um veículo com material pirotécnico para ser transportado.

No momento que aconteceu a explosão, "um estrondo foi ouvido a vários quilômetros", disse à Efe, Manuel Coutinho, chefe dos bombeiros de Lamego.

No lugar do acidente trabalham cerca de 30 agentes da Polícia Judiciária e da Guarda Nacional Republicana (GNR) de Portugal, com o objetivo de localizar as outras três pessoas que seguem desaparecidas.

Além disso, vários bombeiros estão próximos da fábrica de fogos, por conta de possíveis novas explosões, já que no interior do local está armazenado material explosivo.

A fábrica é uma empresa familiar e entre os mortos está o dono, sua esposa e filha, assim como outras duas pessoas cujas identidades não foram divulgadas.

O presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, vai à tarde no local da explosão, uma região situada ao sul da cidade de Vila Real e a 100 quilômetros do Porto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos