May não negociará soberania de Gibraltar sem "consentimento de seu povo"

Londres, 6 abr (EFE).- A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, comunicou nesta quinta-feira ao presidente do Conselho Europeu (CE), Donald Tusk, que não negociará a soberania de Gibraltar "sem o consentimento de seu povo".

Na primeira reunião entre ambos desde a ativação do "Brexit", em 29 de março, May "ressaltou que a posição do Reino Unido não mudou em relação a Gibraltar", disse um porta-voz de Downing Street ao término do encontro.

Tusk e May conversaram durante quase duas horas no escritório oficial da primeira-ministra em Londres para estabelecer os fundamentos das futuras negociações sobre a saída britânica da União Europeia (UE).

"O Reino Unido buscará o melhor acordo possível para Gibraltar perante a saída do Reino Unido da UE e não haverá negociação sobre a soberania de Gibraltar sem o consentimento de seu povo", afirmou o porta-voz da chefe de governo.

Minutos antes, ao deixar Downing Street, Tusk tinha se limitado a responder "não" a uma série de perguntas dos jornalistas, inclusive sobre se tinham abordado o assunto Gibraltar durante o encontro.

Segundo o porta-voz oficial de May, a premiê britânica reiterou perante o presidente do CE seu desejo de estabelecer uma relação "profunda e especial" com a UE quando o Reino Unido deixar o bloco, provavelmente em 29 de março de 2019.

A primeira-ministra ressaltou o "enfoque construtivo" da minuta das diretrizes negociadoras do "Brexit" que o CE publicou na semana passada.

Esse documento faz menção expressa a Gibraltar e destaca que, assim que o Reino Unido sair da UE, nenhum futuro acordo entre Bruxelas e Londres poderá ser aplicado ao território em questão se não contar com o acordo prévio de Madri e da capital britânica.

May expressou que "o Reino Unido está desejando começar as negociações formais assim que os 27 Estados-membros definirem essas diretrizes", no final deste mês.

"Ambos os líderes concordaram que o tom das conversas foi positivo pelas duas partes e estiveram de acordo em manter contato à medida que as negociações progredirem", afirmou o porta-voz de Downing Street.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos