Ex-candidato opositor à presidência da Venezuela é inabilitado por 15 anos

Caracas, 7 abr (EFE).- O governador do estado de Miranda e ex-candidato à presidência da Venezuela, Henrique Capriles, foi inabilitado por 15 anos para o exercício de funções públicas por aceitar doações, contratar sem licitação e não apresentar o projeto de lei de orçamento do ano de 2013, informou nesta sexta-feira o próprio político opositor ao governo de Nicolás Maduro.

Segundo a resolução, divulgada por Capriles à imprensa, a Controladoria Geral da Venezuela "declarou a responsabilidade administrativa" do duas vezes candidato à presidência do país depois de ele ter realizado 3 convênios com as embaixadas de Polônia e Reino Unido.

Além disso, a Controladoria desabilitou Capriles por "ter agido de maneira negligente" ao não apresentar o projeto de orçamento para o ano fiscal de 2013 e pela concessão de dois contratos nos quais omitiu, de acordo com o órgão, o procedimento legal de licitações. EFE

rgc/id

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos