Estado Islâmico assume autoria de atentados contra igrejas coptas no Egito

Cairo, 9 abr (EFE).- O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) assumiu neste domingo, através de sua agência de informação "Amaq", a autoria dos dois atentados contra duas igrejas coptas do norte do Egito, que causaram a morte de pelo menos 33 pessoas e ferimentos em outras 77.

Em um breve comunicado difundido por vários ativistas nas redes sociais, e cuja veracidade não pôde ser comprovada, a "Amaq" assegura que o ataque foi lançado por um "grupo de segurança pertencente ao Estado Islâmico".

Em um primeiro ataque contra o templo de Mar Guergues (São Jorge, em árabe), na cidade de Tanta, que fica 120 quilômetros ao norte do Cairo, 22 fiéis morreram e 41 ficaram feridos quando participavam de uma missa por causa da comemoração do Domingo de Ramos, que marca o início da Semana Santa.

Pouco depois, um segundo atentado contra a catedral de São Marcos, na cidade litorânea de Alexandria, causou a morte de mais 11 pessoas e ferimentos em 36, informou o Ministério da Saúde egípcio em um comunicado.

Os ataques acontecem 20 dias antes da visita do papa Francisco ao Egito, que está prevista para os dias 28 e 29 de abril, a primeira viagem do pontífice argentino ao Oriente Médio.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos