Milícias curdas matam 25 integrantes do EI no nordeste de Síria

Cairo, 9 abr (EFE).- Pelo menos 25 integrantes do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) morreram neste domingo em combates contra as Forças de Síria Democrática (FSD), aliança armada liderada por milícias curdas, no oeste da província de Al Raqqa, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG afirmou que os extremistas morreram em enfrentamentos nas imediações do povoado de Abad, cujo controle foi retomado pela FSD nas últimas horas.

Os jihadistas lançaram então um contra-ataque contra posições das FSD na área, em uma tentativa de recuperar o domínio dessa localidade.

Abad se situa ao oeste da cidade de Al Tabqa, que no passado foi um importante centro de segurança do EI em Al Raqqa.

Há quatro dias, as FSD impuseram um sítio a Al Tabqa após tomar o controle da cidade de Al Safsafa, a seis quilômetros de distância.

Estas operações fazem parte da ofensiva "Ira do Eufrates", iniciada pelas FSD no último dia 6 de novembro com o objetivo de expulsar o EI da província de Al Raqqa, principal fortificação dos jihadistas em território sírio.

Neste ataque, as FSD estão respaldadas por aviões da coalizão internacional, encabeçada pelos Estados Unidos, e por forças especiais americanas sobre o terreno.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos