Otan rejeita processo eleitoral em Ossétia do Sul

Bruxelas, 10 abr (EFE).- A Otan reiterou nesta segunda-feira rejeição ao processo eleitoral na região separatista georgina de Ossétia de Sul, que realizou no domingo eleições presidenciais e um referendo para mudar o nome do território.

A porta-voz da Aliança, Oana Lungescu, disse que a instituição não aceita "as supostas eleições presidenciais e o suposto referendo" realizado na região, e recalcou que o aliado não reconhece oficialmente Ossétia do Sul como estado independente.

Atualmente, só Rússia, Nicarágua, Venezuela e ilha de Nauru (no Pacífico) reconhecem Ossétia do Sul como um país independente.

"Os passos unilaterais para mudar o nome ou o status da região são em detrimento dos esforços para buscar um acordo duradouro sobre a situação na Geórgia ", advertiu Lungescu em um comunicado.

A porta-voz da Otan falou também do "apoio total da Aliança à soberania e integridade territoriais de Geórgia dentro de suas fronteiras internacionais".

Aproximadamente 36 mil dos 60 mil residentes na região foram chamados no domingo para escolher o próximo presidente, um cargo para o qual os favoritos são o até agora máximo representante do Executivo, Leonid Tibilov, e o chefe do Parlamento, Anatoli Bibilov.

Ao mesmo tempo, os eleitores votaram se o autoproclamado Estado deve mudar o nome de "Ossétia do Sul" para "República da Ossétia do Sul- Alânia".

Ossétia do Sul se separou de fato da Geórgia no começo dos anos 90 após conflitos armados, nos quais os separatistas contaram com o apoio de Rússia.

Em agosto de 2008, o então presidente georgiano, Mikhail Saakashvili, enviou tropas a Ossétia de Sul, que foram expulsas pelo Exército russo na chamada Guerra dos Cinco Dias.

Após a derrota das tropas georgianas, a Rússia reconheceu as independências de Abecásia e Ossétia do Sul, decisão que levou Tbilisi a romper relações diplomáticas com Moscou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos