Combates no sul da Síria deixa pelo menos 16 soldados mortos

Cairo, 11 abr (EFE).- Pelo menos 16 soldados governamentais morreram nas últimas 24 horas em combates contra facções islâmicas na cidade meridional síria de Deraa, informou nesta terça-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG apontou que entre os mortos há pelo menos três oficiais, um deles com categoria de coronel.

A artilharia dos leais ao presidente Bashar Al-Assad teve como alvo zonas do distrito de Deraa al Bali, onde está localizado o bairro de Manshiet, palco dos combates.

Além disso, helicópteros militares lançaram oito barris de explosivos nessa área, sem que haja registros de vítimas.

A cidade tem dois distritos principais que são Deraa al Bali e Deraa al Mahata, que servem de divisão entre a zona sob o controle das autoridades e a da oposição.

Deraa al Bali está ligado com os bairros antigos e quase por inteiro sob o domínio os grupos rebeldes e islâmicos.

Durante a jornada de ontem, se intensificaram os bombardeios sobre a localidade, com 42 ataques aéreos por parte de aviões de guerra e helicópteros não identificados.

Também se agravaram os choques entre o Exército e as facções, entre as quais figura o Organismo de Liberdade do Levante, ex-filial de Al Qaeda.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos