Inundações deixam mais de 600 deslocados no norte de Uruguai

Montevidéu, 11 abr (EFE).- Mais de 600 pessoas foram deslocadas pelas inundações que afetaram o departamento de Artigas, no norte de Uruguai, onde também foram resgatadas 23 pessoas que tinham ficado isoladas, informou nesta terça-feira o Sistema Nacional de Emergências (Sinae).

Segundo dados do Centro Coordenador de Emergências Departamentais (CECOED) de Artigas, divulgados pelo Sinae no Twitter, "até o momento há 607 pessoas deslocadas de suas moradias: 147 famílias, 242 menores e 365 maiores".

O diretor do Sinae, Juan Andrés Roballo, indicou que se espera que o nível do rio Cuareim, localizado no nordeste de Uruguai, comece a baixar durante os próximos dias, segundo um comunicado da presidência do Uruguai.

Além disso, Roballo lembrou que para liberar as casas é preciso analisar a estrutura arquitetônica, as conexões elétricas e a higiene para prevenir maiores afetações que ponham em risco os moradores que retornarem.

Roballo explicou também que em Rivera, departamento limítrofe com Artigas e também afetado pelas chuvas, 331 deslocados já retornaram a suas casas porque a situação meteorológica e as estruturas das moradias assim permitiram.

Por sua vez, o Instituto Uruguaio de Meteorologia (Inumet) não emitiu para hoje nenhum alerta meteorológico para estas áreas.

Por outro lado, o organismo mantém um alerta amarelo para o sul do Uruguai por ventos moderados e persistentes de entre 30 e 50 quilômetros por hora, com sequências superiores na zona costeira dos departamentos de Maldonado e Roca (sul).

Além disso, o Inumet aponta que há probabilidade de que na zona mencionada ocorram fortes chuvas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos