Chega a 112 número de mortos em atentado no sábado no norte de Síria

Cairo, 16 abr (EFE).- Os mortos no atentado deste sábado contra um comboio de evacuados na região da o Rashidin, a oeste da cidade de Alepo, cheogu a 112, informou neste domingo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG lembrou que houve uma explosão contra vários ônibus de evacuados dos povoados de maioria xiita de Fua e Kefraya, que estavam estacionados em Rashidin.

A fonte não descartou que o número de mortos aumente porque há dezenas de feridos, alguns deles em estado grave.

O atentado ocorreu depois que um ônibus com evacuados de Fua e Kefraya, dois povoados de maioria xiita da província de Idlib (noroeste), esperavam na passagem de Al Rashidin para cruzar as áreas sob o controle das autoridades em Alepo.

Os veículos estavam estacionados nessa zona, quando uma pick up explodiu.

Por enquanto, nenhuma organização reivindicou este ataque.

A agência de notícias oficial síria "SANA" acusou "terroristas" de terem perpetrado o atentado, enquanto grupos opositores atribuíram a responsabilidade às autoridades.

Fua e Kefraya estão assediados por várias facções islâmicas, entre as quais figura o Organismo de Liberdade do Levante, ex-filial de Al Qaeda, que dominam quase toda província de Idlib.

A evacuação de civis e combatentes de ambas localidades está sendo realizada em virtude de um acordo alcançado em março entre o grupo xiita libanês Hezbollah e Irã, aliados de Damasco, e a facção síria Exército da Conquista.

O pacto inclui também uma evacuação similar de civis e milicianos das populações de Madaya e Al Zabadani, ao noroeste de Damasco e rodeadas pelos leais ao presidente Bashar al-Assad.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos