Colégios eleitorais abrem para referendo na Turquia

Istambul, 16 abr (EFE).- Os primeiros colégios eleitorais abriram neste domingo na Turquia às 7h (horário local, 1h em Brasília), em 32 províncias orientais, para um referendo crucial que decidirá se se estabelece um sistema presidencialista no país.

Uma hora mais tarde abrem as urnas nas outras 49 províncias turcas.

Cerca de 55 milhões de turcos com direito a voto foram convocados às urnas para dizer "sim" ou "não" a uma reforma constitucional de 18 pontos que estabeleceria um sistema presidencialista de amplos poderes em substituição do atual modelo parlamentar.

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, foi o grande impulsor da reforma, que considera necessária para atingir uma maior estabilidade e garantir assim melhor o crescimento econômico e a segurança.

Tanto o governamental Partido Justiça e Desenvolvimento (AKP) como o direitista Movimento de Ação Nacionalista (MHP) apoiam a reforma, enquanto que a oposição social-democrata e a pró-curda a rejeitam.

A oposição teme que a Turquia se converta em um poder absoluto devido aos vastos poderes que se atribuiria ao presidente, o que debilitaria os controles sobre o exercício do poder e a separação de poderes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos