Mais de 65 mortos em atentado contra evacuados na Síria eram crianças

Cairo, 16 abr (EFE).- Pelo menos 68 crianças morreram no ataque de sábado contra um comboio de evacuados na zona da Al Rashidin, ao oeste da cidade síria de Alepo (noroeste), segundo informou neste domingo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG detalhou que o número de mortos aumentou para 126 pessoas, e entre elas um total de 109 eram moradores de Al Fu'ah e Kafarya e voluntários do Crescente Vermelho Sírio, que estavam ali para facilitar o processo de evacuação.

Além disso, precisou que entre os 109, 68 eram crianças e 13 eram mulheres, enquanto que o resto eram homens armados.

O Observatório não descartou que o número de mortos aumente porque há dezenas de feridos, bem como desaparecidos.

O atentado ocorreu quando os ônibus com evacuados de Al Fu'ah e Kafarya, dois povoados de maioria xiita da província de Idlib (noroeste), esperavam no passagem da Al Rashidin para cruzar para as áreas sob o controle das autoridades do regime em Alepo.

Os veículos estavam estacionados nessa zona, quando uma caminhonete explodiu.

Por enquanto, nenhuma organização reivindicou este ataque.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos