Adolescente luta para punir motoristas que usam celular ao volante na Flórida

Ana Ochoa.

Miami (EUA), 19 abr (EFE).- Um adolescente nos Estados Unidos é o impulsor de um projeto de lei para que o estado da Flórida puna mais duramente os motoristas que enviam mensagem pelo celular enquanto dirigem, o chamado 'texting', de modo a diminuir o número de acidentes e mortes causados.

As mais recentes estatísticas oficiais indicam que quase 3,5 mil pessoas morreram em acidentes de trânsito provocados por distrações ao volante nos EUA em 2015.

A Flórida, onde Mark Merwitzer nasceu há 17 anos, é um dos estados mais permissivos do país com o 'texting', algo que o jovem estudante, que ainda não tem carteira de habilitação, está empenhado em mudar.

Merwitzer sentiu que tinha que fazer algo a respeito quando percebeu que "em quase todos os automóveis" ao seu redor havia alguém digitando no celular.

"A Flórida só punia com multas se a polícia visse o motorista cometendo outra infração", comentou Merwitzer, que com o apoio do senador republicano René García conseguiu impulsionar um projeto de lei que acaba de passar com sucesso pelo primeiro trâmite no Congresso da Flórida, na cidade de Tallahassee.

Os integrantes da Comissão de Transporte do Senado estadual deram apoio unânime à iniciativa e alguns jornais descreveram Merwitzer como o "lobista mais jovem" do estado, mas o projeto ainda deve percorrer um longo caminho para se tornar lei.

Em princípio, o adolescente queria que fossem punidos apenas os motoristas mais jovens, que têm menos experiência ao volante e são os que mais utilizam o telefone enquanto dirigem, mas o projeto em discussão no Congresso engloba todos os motoristas.

Segundo a Administração Nacional de Segurança do Trânsito nas Estradas dos EUA, 3.477 pessoas morreram e 391 mil ficaram feridas em 2015 em acidentes provocados por motoristas que estavam distraídos. Uma das causas mais comuns de distração são os celulares.

O Conselho Nacional de Segurança (NSC), que declarou abril como o mês da Vigilância sobre a Condução Distraída, calcula que mais de 40 mil pessoas morreram em acidentes de trânsito nos EUA em 2016, o nível mais alto em nove anos, e que 4,6 milhões ficaram feridas e tiveram que receber assistência médica.

Não há dados sobre quantos desses acidentes foram causados por distração ao volante, mas um inquérito do mesmo órgão, divulgado em fevereiro, revelou que embora mais de 80% dos entrevistados se diga preocupado com a segurança no trânsito, 47% diz que se sente cômodo enviando mensagens escritas ou de voz enquanto dirige.

"A tecnologia nos permite fazer telefonemas, ditar textos e atualizar as contas em redes sociais enquanto dirigimos, ações que aumentam o risco de um acidente", diz o NSC, cujo lema nesta questão é "Just Drive" ('Apenas dirija', em inglês).

Uma das medidas que o NSC defende para reduzir o número de mortos e feridos nas estradas e ruas dos EUA é estender as leis que proíbem todos os usos do celular, inclusive o chamado "mãos livres", a todos os motoristas, não só os mais jovens, e elevar a categoria do delito em todos os estados.

Segundo dados do Safe Driving Report da seguradora EverQuote, a Flórida é o segundo pior estado do país em relação ao uso do telefone ao volante, situada em 49º lugar e melhor apenas que a Louisiana.

Este estudo, que analisa dados dos últimos 12 meses, indica que nos EUA os motoristas usam o celular em 38% das viagens em automóvel.

Merwitzer, morador de Palmetto Bay e decidido a estudar Economia quando for para a universidade, não consegue entender como perante tantas provas de que é perigoso usar o celular e dirigir ao mesmo tempo, as autoridades da Flórida ainda não tenham penalizado com dureza o 'texting'.

Durante o processo para conseguir apoio para o projeto de lei apresentado ao Congresso estadual em dezembro, o adolescente encontrou diferentes associações que lutam pela mesma causa, "muitas delas lideradas por familiares de vítimas do 'texting' ao volante.

Em seu caso, nenhum ente querido ou conhecido morreu por estas circunstâncias. Segundo ele, o motivo para entrar nesta luta é pelo "bem da comunidade".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos