Mali estende de novo estado de emergência por ameaça terrorista

Bamaco, 20 abr (EFE).- O Governo do Mali decidiu prolongar de novo o estado de emergência a partir desta quinta-feira e durante os próximos dez dias em todo o país "perante a persistência da ameaça terrorista", segundo o Conselho de Ministros.

"A situação de segurança no Mali e na região (do Sahel) continua estando caracterizada pela persistência da ameaça terrorista e os riscos que podem atentar gravemente à segurança das pessoas e seus bens", precisa um comunicado divulgado ontem à noite.

O Governo explicou que esta medida persegue reforçar o dispositivo de prevenção e luta contra o terrorismo e aumentar a capacidade operativa e ações de controle das forças armadas e policiais em todo o país.

E acrescentou que o estado de emergência, que suspende várias garantias constitucionais, será prorrogado de novo "se a situação de segurança justificar".

Mali veio prolongando o estado de emergência, quase de forma sucessiva, desde novembro de 2015 após o ataque terrorista ao luxuoso hotel Radisson Blu em Bamaco, que causou então a morte de pelo menos 20 pessoas, uma grande parte deles estrangeiros.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos