Por enquanto, EUA descartam negociar com Kim Jong-un, diz vice americano

Washington, 20 abr (EFE).- O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, descartou na quarta-feira negociar diretamente com o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, uma saída para a crescente tensão entre os dois países, pelo menos por enquanto.

"A única coisa que precisamos ouvir da Coreia do Norte é que terminaram e finalmente desmantelam seu programa de armas nucleares e mísseis balísticos", disse Pence, em uma entrevista à "CNN", no porta-aviões USS Ronald Reagan, na base naval de Yokosuka, no Japão.

O presidente dos EUA, Donald Trump, quando ainda era candidato, tinha manifestado sua disposição em conversar com Kim Jong-un, mas a tensão entre os dois países aumentou depois que Pyongyang lançou um míssil ao Mar do Japão, no último dia 5.

Em seguida, Trump anunciou que enviou para a península da Coreia o porta-aviões Carl Vinson e seu grupo de ataque, embora depois foi revelado que se dirigiram ao Índico.

Já o secretário de Estado, Rex Tillerson, disse que os Estados Unidos estudam a possibilidade de recolocar a Coreia do Norte na lista de patrocinadores do terrorismo, de onde o regime de Pyongyang saiu em 2008.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos