Sede da construtora OHL em Madri é alvo de operação que investiga corrupção

Madri, 20 abr (EFE).- A Guarda Civil da Espanha realizou nesta quinta-feira uma operação na sede central da construtora OHL, em Madri, dentro de uma investigação judicial sobre o suposto financiamento ilegal do Partido Popular (PP), que ocupa a presidência de governo na Espanha.

Segundo disseram à Agência Efe fontes da investigação, a diligência foi ordenada pelo juiz da Audiência Nacional Eloy Velasco, que investiga em uma peça declarada secreta o suposto financiamento ilegal do PP de Madri.

A operação de busca nos escritórios da OHL coincide com outras que estão acontecendo hoje em Madri dentro da operação Lezo contra a corrupção na empresa pública de gestão de águas Canal de Isabel II.

No contexto dessa operação aconteceram ontem 12 detenções, entre elas a do ex-presidente da Comunidade (região) de Madri, Ignacio González, que anteriormente foi responsável do Canal de Isabel II.

Fontes da OHL informaram à Efe que a companhia está oferecendo "a máxima colaboração possível" e negaram qualquer tipo de pagamento de comissões ilegais a partidos políticos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos