Barões da centro-direita da França criticam dissensões a favor de Le Pen

Paris, 25 abr (EFE).- Barões do partido conservador francês Os Republicanos próximos ao ex-presidente Nicolas Sarkozy criticaram nesta terça-feira os membros de sua família política que expressaram apoio à ultradireitista Marie Le Pen em detrimento do social liberal Emmanuel Macron.

Em uma carta aberta, os ex-ministros François Baroin, Laurent Wauquiez e Chistian Jacob denunciaram as vozes internas que se "aproximaram da extrema direita sem nenhuma vergonha" pedindo votos para Marine e reprovaram as correntes católicas como a "Sens Commun" que pediram a abstenção ou o voto em branco.

Os três barões pediram a expulsão de Christine Boutin, ex-ministra de Nicolas Sarkozy e presidenta de honra do Partido Cristão Democrata (associado aos Republicanos), e da ex-secretária de Estado e ex-deputada Françoise Hostalier, por pedir votos para Marine.

Sobre a influente "Sens Commun", os três barões da legenda também exigiram que se inicie sua expulsão dos Republicanos, cujo candidato, François Fillon, fracassou no domingo em sua tentativa de passar para o segundo turno das eleições presidenciais.

"Nenhuma voz republicana pode faltar" nessas eleições, alertaram os signatários da carta, que lembraram que qualquer aproximação da Frente Nacional de Marine Le Pen é uma traição aos valores da centro-direita.

Segundo as últimas pesquisas, Macron, vencedor do primeiro turno que também recebeu o apoio do governante Partido Socialista, é o favorito para vencer no dia 7 de maio com 61% dos votos, contra 39% de Marine Le Pen.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos