Dezenas de milhares de pessoas marcham pela Praça Vermelha no Dia do Trabalho

Moscou, 1 mai (EFE). Dezena de milhares pessoas participaram nesta segunda-feira de uma marcha pela Praça Vermelha de Moscou por causa do Primeiro de Maio, organizada pelos sindicatos oficiais com o apoio do Rússia Unida, o partido do presidente russo, Vladimir Putin.

A polícia moscovita cifrou em aproximadamente 130 mil os participantes da marcha para celebrar o Dia da Primavera e do Trabalho, que é como oficialmente denominada a festa na Rússia desde 1992.

"Por uma vida, um trabalho e um salário digno", foi o lema central escolhido pelos organizadores da manifestação, embora também tenham sido vistos cartazes com slogans contra o terrorismo.

A festividade na capital foi presidida pelo prefeito, Serguey Sobyanin.

"Quando há um ano nos reunimos aqui, na Praça Vermelha, dissemos que Moscou e os moscovitas superariam todos os problemas. E assim foi", disse o prefeito, que destacou que a capital russa se desenvolve, cria emprego e constrói moradias e infra-estrutura.

Segundo os sindicatos, cerca de 2,5 milhões de filiados participaram da comemoração do Primeiro de Maio no país.

O Partido Comunista de Rússia (PCR) convocou em Moscou uma marcha à parte, na qual participaram cerca de 3,5 mil pessoas, segundo fontes policiais.

"Este não só é um dia de primavera e de trabalho, é um dia de luta dos trabalhadores por seus direitos", disse à imprensa o líder do PCR, Guennadi Ziugánov, antes do começo da marcha.

As autoridades mobilizaram mais de 355 mil policiais e membros da Guarda Nacional em todo o país para garantir a segurança e a ordem durante as atividades por ocasião do Primeiro de Maio.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos