Trump e Putin conversam sobre "zonas seguras" na Síria e ameaça norte-coreana

Washington, 2 mai (EFE).- Os presidentes de Estados Unidos e Rússia, Donald Trump e Vladimir Putin, conversaram nesta terça-feira sobre a possibilidade da criação de "zonas seguras" para que seja obtida uma "paz duradoura" na Síria e sobre como resolver "a situação muito perigosa na Coreia do Norte", segundo a Casa Branca.

Em um comunicado, a Casa Branca classificou a conversa como "muito boa" e informou que Trump e Putin "concordaram que o sofrimento na Síria durou muito tempo e que todas as partes devem fazer todo o possível por pôr fim à violência".

Além disso, a Casa Branca confirmou que o governo Trump enviará um representante à rodada de conversas de paz sobre a Síria que deve começar nesta quarta-feira em Astana, no Cazaquistão.

A conversa por telefone de hoje foi o primeiro contato entre os dois governantes desde 3 de abril, quando Trump ligou para Putin para prestar condolências após o atentado terrorista no metrô da cidade de São Petersburgo, no qual morreram 14 pessoas.

Trump e Putin aproveitaram também a ligação de hoje para dialogar "extensamente" sobre como trabalharem juntos "para erradicar o terrorismo no Oriente Médio", e sobre a melhor maneira de resolver "a situação muito perigosa na Coreia do Norte", segundo a Casa Branca.

De acordo com o Kremlin, Putin e Trump combinaram durante a conversa de hoje de realizar uma reunião pessoal durante a cúpula de líderes do G20 que será realizada em 7 e 8 de julho na cidade de Hamburgo, na Alemanha.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos