Estado Islâmico assume autoria de atentado contra OTAN em Cabul

Cairo, 3 mai (EFE).- O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) assumiu nesta quarta-feira a autoria do atentado suicida com bomba durante a passagem de um comboio da missão da OTAN, no Afeganistão, em uma área de alta segurança de Cabul, que matou pelo menos nove pessoas, segundo divulgações de fóruns jihadistas à agência "Amaq", órgão de propaganda do EI.

Em um comunicado, cuja autenticidade não pôde ser verificada, o EI assegurou que "uma fonte de segurança disse à agência "Amaq" que um mártir do Estado Islâmico detonou seu carro-bomba contra um grupo de forças americanas perto da embaixada dos Estados Unidos em Cabul".

Segundo a fonte, "pelo menos oito soldados americanos morreram na explosão e outros ficaram feridos", sem especificar o número.

Segundo confirmou o porta-voz da polícia de Cabul, Basir Mujahid, à Agência Efe, a explosão aconteceu às 7h45 (horário local, 0h55 de Brasília), no Distrito Policial 9, no centro da capital afegã, durante a passagem de um comboio da OTAN e "perto da embaixada dos EUA".

Além disso, um porta-voz da missão da OTAN no país, William K. Salvin, confirmou através de um breve comunicado que um comboio foi atacado por um homem-bomba e que na ação ficaram feridos três de seus membros.

No entanto, de acordo com a "Amaq", vários membros das forças de segurança afegãs morreram no ataque e outro número indeterminado de pessoas ficaram feridas, assim como dois veículos blindados de EUA foram destruídos.

Em outro ataque no mês passado, na área de maior segurança de Cabul, cinco civis morreram e três pessoas ficaram feridas quando um homem-bomba tentou detonar os explosivos contra um veículo de funcionários do governo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos