Presidente da Turquia viaja à Rússia para melhorar relação com Putin

Istambul, 3 mai (EFE).- O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, partiu nesta quarta-feira para o balneário de Sochi, na Rússia, para se reunir com o chefe de Estado Vladimir Putin, em um encontro que tem como objetivo discutir a situação na Síria e fortalecer as relações bilaterais.

Nos últimos meses, Turquia e Rússia melhoraram sua cooperação, apesar de apoiarem lados opostos no conflito sírio, e promoveram a última trégua na Síria e a rodada de negociações de Astana, no Cazaquistão.

"Demos muitos passos juntos (na Síria). É nosso objetivo comum conseguir uma solução, preservando a integridade territorial do país", declarou hoje Erdogan em uma coletiva de imprensa antes de viajar para Moscou.

"É importante observar a situação das cidades que fazem fronteira com a Turquia. Não podemos permitir a morte de mais civis inocentes que estão sendo tratados em hospitais. Damos importância ao respeito ao cessar-fogo", indicou Erdogan, em declarações veiculadas pela emissora "CNNTürk".

O presidente turco fez referência aos recentes ataques aéreos contra hospitais sírios situados na fronteira com a Turquia, atribuídos às forças do regime sírio.

Sobre a mesa estará também a proposta de Moscou de criar quatro "zonas de redução de tensões" na Síria, na província de Idlib, na cidade de Homs, em Ghouta oriental e no sul da Síria.

A proteção dessas aéreas seguras estaria a cargo de contingentes militares de Rússia, Irã e Turquia, países garantidores do cessar-fogo declarado em 30 de dezembro do ano passado.

A última reunião entre Erdogan e Putin aconteceu em março deste ano, quando os dois deram mais um passo na recomposição das relações após as tensões pela derrubada de um caça-bombardeiro russo em novembro de 2015 por parte da força aérea turca perto da fronteira com a Síria.

Erdogan comentou que espera que a Rússia suspenda as últimas sanções impostas à Turquia após o incidente com o caça.

"Nossos premiês falaram de economia e das restrições comerciais aplicadas à Turquia. Devemos acelerar este processo nesta reunião com Putin", indicou o governante turco.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos