Boate Pulse de Orlando reabrirá como memorial para as 49 vítimas do massacre

Miami (EUA), 4 mai (EFE).- A proprietária da boate Pulse de Orlando (Flórida), na qual em 12 de junho de 2016 morreram 49 pessoas depois que um homem armado invadiu o local atirando em nome do Estado Islâmico (EI), anunciou nesta quinta-feira que o espaço irá se tornar um "memorial permanente".

A proprietária da boate, Barbara Poma, detalhou hoje aos meios seus planos para tornar o lugar do massacre em um memorial permanente em lembrança e homenagem às vítimas do pior ataque com arma de fogo perpetrado por uma pessoa na história recente dos Estados Unidos.

"Não deixaremos que o ódio vença", apontou Poma em uma coletiva de imprensa, para apresentar o conselho da fundação que criou e dirige, OnePULSE, encarregada de estabelecer um fundo para a construção e manutenção do monumento, após prestar ajuda financeira para o cuidado dos sobreviventes e às famílias das vítimas.

O objetivo da fundação sem fins lucrativos OnePULSE é converter a boate em um "santuário de esperança" em torno deste trágico episódio de violência no qual morreram 49 pessoas e outras 68 ficaram feridas.

O atentado foi perpetrado pelo americano de origem afegã Omar Mateen, que disse agir em nome do EI, grupo terrorista ao qual jurou lealdade em suas conversas telefônicas com os negociadores policiais durante as três horas que permaneceu dentro da boate com 30 reféns.

Poma, que em 2016 parecia estar decidida a vender o local à Câmara Municipal de Orlando, deu marcha à ré no último momento e resolveu criar uma fundação privada e converter o lugar em um memorial permanente.

Ao mesmo tempo em que um vídeo era projetado, Poma apontava que o memorial será um "projeto vivo e icônico" que oferecerá a todos um "lugar para a cura" enquanto rende tributo às vítimas.

Em 12 de junho a tragédia fará um ano, data na qual Poma quer aproveitar para fazer uma cerimônia com convidados e música no local onde construiu a boate em 2014 em homenagem a seu irmão John, quem morreu em 1991 por de Aids.

Mateen, que ingressou na boate armado com um fuzil e uma pistola automática, morreu em combates com a polícia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos