Vaticano anuncia estabelecimento de relações diplomática com Mianmar

Cidade do Vaticano, 4 mai (EFE).- O Vaticano anunciou nesta quinta-feira o estabelecimento de relações diplomáticas com Mianmar, após a audiência que o papa Francisco concedeu à líder 'de facto' do país e ganhadora do prêmio Nobel da Paz, Aung San Suu Kyi.

A Santa Sé anunciou em um comunicado que as duas partes, "com o desejo de promover laços de amizade mútua, decidiram de comum acordo estabelecer relações diplomáticas a nível de Nunciatura Apostólica" de parte do Vaticano.

Pelo lado birmanês, o acordo consiste na criação de uma embaixada de Mianmar na Santa Sé, detalhou o Vaticano na nota.

O anúncio veio depois da audiência papal no Vaticano com Aung San Suu Kyi, que também ocupa a pasta de Relações Exteriores de Mianmar, que teve cerca de 20 minutos de duração.

No dia 8 de fevereiro, o papa fez uma menção pública a Mianmar na audiência geral ao fazer eco do drama sofrido pela etnia rohingya, a minoria muçulmana que vive no oeste do país e cujos indivíduos são expulsos de seus territórios, torturados e assassinados por sua fé.

O Vaticano tem relações diplomáticas com 180 Estados, com a União Europeia e com a Ordem de Malta. Além disso, a Santa Sé tem "relações de natureza especial com a Palestina e está representada em várias organizações internacionais (como a ONU), intergovernamentais e programas internacionais".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos