CORÉIA DO SUL ELEIÇÕES

Por ocasião das eleições presidenciais na Coreia do Sul, marcadas para o próximo dia 9, a Agência Efe envia hoje uma série especial de matérias com os seguintes conteúdos:.



CORRUPÇÃO - Após o escândalo de corrupção que provocou o impeachment da ex-presidente Park Geun-hye, a Coreia do Sul volta às urnas na próxima terça-feira descrente de que um novo governo seja capaz de combater realmente o problema e acabar com o clientelismo que liga as autoridades aos grandes empresários do país.



TENSÃO - O desafio nuclear da Coreia do Norte ecoa na campanha eleitoral sul-coreana, tanto pelo problema que seus testes armamentistas representam para a segurança nacional como pelo fato de que o governo resultante será essencial para tentar solucionar a atual crise entre os dois países.



MOON - O liberal Moon Jae-in, ex-advogado especializado na defesa de direitos civis, chega às eleições presidenciais sul-coreanas como claro favorito por canalizar melhor do que ninguém a frustração deixada por dez anos de governos conservadores e pelo escândalo do caso "Rasputina".



AHN - O candidato centrista Ahn Cheol-soo pretende, em sua primeira tentativa de concorrer à presidência da Coreia do Sul, seduzir os eleitores com uma proposta pragmática e afastada de roupagens ideológicas, após uma longa e bem-sucedida trajetória no setor privado, e também na academia e na medicina.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos