Espanhol fará 5.600 km de bicicleta nos EUA para ajudar crianças na Índia

Washington, 5 mai (EFE).- O espanhol Fran Ventura pedalará ao longo de 5.600 quilômetros da costa oeste dos Estados Unidos para conseguir 68 patrocínios para crianças da Índia, o mesmo número de raios das rodas de sua bicicleta, disse nesta sexta-feira à Agência Efe o solidário ciclista.

Este percurso, que começará no próximo dia 14 de maio e terminará em 1 de julho, será o segunda etapa de seu projeto, "O Caminho de Anantapur", que tem como objetivo arrecadar fundos para comprar bicicletas a essas crianças, facilitando assim seu acesso à escola.

O desafio levará Ventura a pedalar desde São Francisco (Califórnia) até Anchorage (Alasca) ao longo da costa oeste dos EUA até chegar a Vancouver (Canadá), onde, pelos acidentes geográficos do litoral canadense, mudará a rota para uma das estradas interiores em direção ao norte.

Em declarações à Efe, o ciclista explicou que, embora tenha que percorrer 135 quilômetros ao dia, o que representa entre oito e dez horas de pedalada, seu trajeto diário será o equivalente a 210 a 220 quilômetros por conta da bagagem.

"A bicicleta se torna sua casa. Levo o saco de dormir, a barraca, a roupa, as ferramentas para consertar a bicicleta, câmaras, tripés, o computador e um pouco de comida, já que alguns lugares serão inóspitos", assegurou.

Além de pedalar, o também produtor de televisão gravará a segunda parte de seu documentário sobre seu percurso de bicicleta, no qual, em forma de carta a Nandini, a menina que apadrinha com a Fundação Vicente Ferrer, conta sua travessia.

Em 2014, o ciclista percorreu os mais de 14 mil quilômetros que separam Madri de Anantapur (Índia) e conseguiu arrecadar fundos para comprar mais de 350 bicicletas que, segundo a organização, "mudaram a vida a centenas de crianças na Índia".

No entanto, no ano passado, Ventura decidiu que tinha que voltar a Anantapur e conhecer Nandini pessoalmente. Para isso, dará a volta ao mundo pelo oeste.

O ciclista começou sua jornada cruzando os EUA desde Nova York até Los Angeles, e agora seguirá para o norte até chegar o mais próximo possível do estreito de Bering, e em 2018 percorrerá a costa do Pacífico desde Xangai (China) até Bangcoc.

Este percurso terminará em 2019, quando pedalará pela costa do Sudeste Asiático, para fechar um circuito que terá durado cinco anos.

Ventura afirmou que, nos dois meses do trajeto que está a ponto de começar, não terá tempo para perder a motivação, apesar de não contar com nenhum acompanhante.

No entanto, a chuva e o vento serão seu maior obstáculo nos estados de Oregon e Washington.

No Canadá, o ciclista enfrentará as longas distâncias e a falta de serviços em localidades pouco habitadas. As nuvens de mosquitos e os ursos no Alasca também serão um grande problema.

Para milhões de famílias na Índia rural, a bicicleta é o único meio de transporte possível, embora para muitas outras seja um luxo com o qual não podem arcar.

De fato, no distrito de Anantapur, uma das regiões mais pobres, rochosas e secas do país, uma bicicleta pode encurtar muitas caminhadas diárias, que podem durar duas horas para chegar à escola. EFE

mbe/cs

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos