Governo dos EUA considera "deploráveis" alguns atos ocorridos na Venezuela

Washington, 5 mai (EFE).- O governo dos Estados Unidos disse nesta sexta-feira que considera "deploráveis" algumas ações ocorridas em meio à atual crise política na Venezuela e acrescentou que está monitorando a situação no país.

"Algumas das ações (na Venezuela) foram deploráveis e certamente é algo que estamos monitorando muito atenciosamente", comentou em uma entrevista coletiva a porta-voz adjunta da Casa Branca, Sarah Sanders.

Sarah não entrou em detalhes e também não quis comentar sobre possíveis movimentos ou conversações do governo dos EUA a respeito da situação em Venezuela.

O Departamento de Estado expressou na última terça-feira sua "profunda preocupação" pela intenção do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, de convocar uma Assembleia Constituinte para mudar a Constituição e advertiu que poderia estudar novas sanções a funcionários de Caracas por conta desse passo "atrás" no país.

Um dia depois, o secretário de Estado americano, Rex Tillerson, assegurou que confia na cooperação de países da Europa para "atingir avanços" na gestão da crise política na Venezuela.

Enquanto isso, um grupo bipartidário de senadores americanos apresentou esta semana um novo projeto de lei para impor novas sanções contra o governo venezuelano e exigir que o Departamento de Estado coordene um esforço regional para conter a crise no país.

A proposta de Maduro para convocar a uma Assembleia Constituinte ocorre em meio a uma onda de protestos contra seu governo na Venezuela que já dura mais de um mês e que deixou um saldo de 36 mortos, mais de 700 feridos e centenas de detidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos