Comitê de Le Pen tem clima de otimismo antes do resultado do segundo turno

Paris, 7 mai (EFE).- Um ambiente otimista reina no Chale du Lac, comitê da candidata da extrema direita Marine Le Pen, pouco antes da divulgação dos primeiros resultados do segundo turno das eleições presidenciais da França, apesar de as pesquisas indicarem a vitória de seu adversário, o centrista Emmanuel Macron.

"É claro que eu espero uma vitória", disse à Agência Efe Pierre, um parisiense de 32 anos, que, no entanto, disse estar "decepcionado" com o debate da última quarta-feira entre os adversários no pleito deste domingo.

O Chale du Lac, onde a líder da Frente Nacional (FN) discursará após a divulgação dos resultados eleitorais, é um complexo que conta com restaurantes e um grande salão na Floresta de Vincennes, ao leste da capital francesa.

"Tenho certeza de que ela terá um bom resultado", disse à Efe Perrine, uma estudante de Paris, que também avaliou que a campanha de Le Pen foi muito melhor do que a do adversário.

Desde que as portas do Chale du Lac foi aberta aos jornalistas, a tranquilidade foi rompida pela presença de centenas de repórteres de diferentes partes do mundo que cobrem as eleições francesas.

Três horas mais tarde, os eleitores de Le Pen também puderam ter acesso ao local escolhido pela candidata, que tem capacidade para 1.400 pessoas, número muito menor do que os 10.000 que podem ser recebidos na Esplanada do Louvre, onde Macron discursará.

A segurança é também uma das grandes preocupações do dia. Jornalistas e eleitores da FN foram obrigados a passar por uma rigorosa revista antes de poder entrar no Chale du Lac. Além de detectores de metais, havia também a presença de cães farejadores.

"Somos 120, não acredito que haverá algum problema", indicou à Efe um dos membros da segurança responsáveis pela entrada no local.

A decisão de Le Pen de vetar vários veículos de imprensa, alegando falta de espaço no Chale du Lac, foi muito criticada. Alguns jornais, como o "Libération" e o "Le Monde", decidiram por solidariedade não participar do evento da candidata.

Jornalistas da revista "Charlie Hebdo", dos sites "Médiapart", "Rue89", "Buzzfeed" e "Le Jours", do programa "Quotidien", da emissora "TF1", e de vários veículos estrangeiros não foram credenciados para o encontro no leste de Paris.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos