Macron deixará comando do movimento "En Marche" na segunda-feira

Paris, 8 mai (EFE).- O presidente eleito da França, o social liberal Emmanuel Macron, deixará nesta segunda-feira o comando do movimento "En Marche!", criado por ele há um ano para se candidatar nas eleições presidenciais vencidas por ele neste domingo.

A equipe de Macron confirmou à emissora "BFM TV" que, a partir de agora, o presidente eleito estará "integralmente comprometido com os franceses e com seu futuro trabalho de comandar o país".

A data da transferência de poder entre Macron e o atual presidente, o socialista François Hollande, ainda não foi marcada oficialmente, mas deve ocorrer até o próximo fim de semana.

O ex-ministro da Economia obteve no segundo turno das eleições presidenciais deste domingo 65,05% dos votos contra 34,95% de sua adversária, a líder da extrema direita Marine Le Pen, com 93% dos votos apurados até o momento.

O jovem político centrista, de 39 anos, disse que o trabalho que terá pela frente é imenso e pediu aos seus eleitores que voltem a apoiar o "En Marche" nas eleições legislativas de junho para que ele possa construir uma "maioria de governo forte, verdadeira, forte, uma maioria da mudança que o país aspira".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos