Morre jovem que foi ferido em tiroteio em universidade na Venezuela

Caracas, 7 mai (EFE).- O ministro de Educação Universitária da Venezuela, Hugbel Roa, comunicou neste domingo o falecimento de César Guzmán, ferido na última quinta-feira durante um tiroteio na Universidade Politécnica Territorial José Antonio Anzoátegui (UPTJAA), no nordeste do país.

"Com pesar informamos o falecimento de César Guzmán, estudante da UPJTA Anzoátegui. Exigimos justiça e paz nas universidades", escreveu o ministro no Twitter, sem dar detalhes sobre a morte.

O jovem foi ferido ao término de uma assembleia estudantil, quando um dos presentes atirou várias vezes e matou Juan López Manjares, de 33 anos, que era o presidente da Federação de Centros Universitários da instituição.

O homem que matou López e feriu Guzmán e outras duas pessoas fugiu em uma moto, indicou o Ministério Público. O caso, segundo o órgão, não tem relação com a onda de protestos contra o governo do presidente do país, Nicolás Maduro.

O deputado opositor José Brito disse em nota que López era ligado ao governo e afirmou que a polícia considera a hipótese de que a morte do líder estudantil tenha sido encomendada.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos