Resgatistas encontram 13 corpos de mineiros mortos em explosão no Irã

Teerã, 8 mai (EFE).- As equipes de resgate encontraram nesta segunda-feira os corpos de outros 13 mineiros que ficaram presos após a explosão de uma mina de carvão no nordeste do Irã, o que confirma o número de 35 mortos divulgado na semana passada.

O chefe do Departamento de Emergências da província de Golestan, onde está localiza a mina, Sadegali Moqadam, explicou aos meios oficiais que os grupos de resgate encontraram os corpos no túnel número 2, local onde ocorreu a explosão.

A deflagração aconteceu na quarta-feira passada a uma profundidade de 1.200 metros.

Os primeiros 22 corpos foram recuperados no mesmo dia do acidente, mas os trabalhos de resgate para encontrar o segundo grupo, que estava a uns 1.800 metros de profundidade, foram mais demorados.

As dificuldades ocorreram por conta da concentração de gás metano no interior da mina, onde foi escavado um túnel secundário, local no qual foi injetado oxigênio para facilitar o acesso e as tarefas de retirada de escombros.

No acidente 70 pessoas também ficaram feridas.

A mina de Zemestan Yurt está situada perto de Azadshahr, na província de Golestan, e nela trabalham cerca de 500 pessoas.

O presidente iraniano, Hasan Rohani, visitou ontem a zona, onde recebeu críticas dos familiares dos mortos e de mineiros que se queixaram das más condições trabalhistas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos