Santuário de Fátima é centro de peregrinação fortemente ligado aos papas

Cristina Cabrejas.

Cidade do Vaticano, 9 mai (EFE).- O santuário de Fátima, por sua importância nas peregrinações católicas e a força dos segredos revelados pela Virgem, é um período fixo nas viagens dos papas, e Francisco será o quarto a visitá-lo.

A história dos pontífices e Fátima está fortemente ligada desde as primeiras aparições marianas na Cova da Iria em 1917.

Com Paulo VI, que abriu a série de viagens apostólicas, Fátima se tornou um lugar obrigatório de peregrinação para os papas, e Francisco, embora pouco propenso a viajar pela Europa, também peregrinará ao santuário português por causa da comemoração dos 100 anos das aparições.

O forte vínculo dos pontífices com Fátima começa com Bento XV, que em plena Primeira Guerra Mundial e oito dias antes (5 de maio) da notícia dos aparecimentos enviou uma carta aos bispos de todo o mundo na qual invocava a intercessão da Virgem da Paz.

Toda uma premonição, destaca a História da Igreja católica, pois em 13 de maio a Virgem apareceu aos três pastorinhos em Cova da Iria.

O mesmo Bento XV restaurou a antiga diocese de Leiria no dia 13 de outubro de 1930.

O papa Pio XI autorizava o bispo da diocese de Leiria declarar "credíveis" as aparições e que se podia oficialmente render culto à Virgem e se conceder indulgências a quem visitasse o santuário.

Por sua vez, Pio XII esteve muitas vezes em contato com Lúcia dos Santos, a única dos três pastorinhos que não faleceu na infância - morreu aos 97 anos, em 2005. Entre 1941 e 1943, ela escreveu os três segredos revelados pela Virgem e que deram a esta devoção um tom de mistério. O pontífice revelou os dois segredos escritos por Lúcia nos quais era anunciada a morte prematura de seus primos Jacinta e Francisco, aos 10 e 9 anos, e o final da Primeira Guerra Mundial e o início da Segunda.

Em 13 de maio de 1967, no 50º aniversário da primeira aparição, Paulo VI fez a primeira peregrinação de um papa ao santuário de Fátima.

E em outro 13 de maio, a história dos papados se vinculou indissoluvelmente a Fátima. Em 1981, o papa João Paulo II sofreu o atentado na Praça de São Pedro, em Roma.

No hospital Gemelli, na capital italiana, onde se recuperava do tiro dado pelo turco Ali Agca, o papa começou a pensar o que manifestou meses depois, que tinha sido a Virgem de Fátima quem desviou as balas - somente uma o atingiu, no estômago.

Em alguns escritos se conta que João Paulo II pediu que fossem levados ao hospital os textos que estavam no Vaticano sobre o terceiro segredo revelado por Lúcia, mas que somente revelou no ano 2000.

Um ano depois do atentado, em 13 de maio de 1982, João Paulo II viajou pela primeira vez a Fátima para "agradecer à Virgem por sua intervenção". Mais tarde, ele doou ao santuário a bala que lhe foi extraída, e que está agora na coroa da imagem.

Karol Woytyla retornou a Portugal nove anos depois do atentado, em 10 de maio de 1991, para uma visita ao país, mas também foi ao santuário em 12 e 13 de maio. Em sua viagem no ano 2000, também em 12 e 13 de maio, quando retornou ao santuário para presidir a beatificação dos pastorinhos Francisco e Jacinta Marto, anunciou a publicação do terceiro segredo de Fátima.

Lúcia, em seus escritos, falava sobre um bispo vestido de branco, que foi identificado pelo Vaticano como o papa, que morria após ser baleado "da mesma forma como outros sacerdotes, religiosas e diversas pessoas leigas, homens e mulheres de diversas classes e posições".

Um texto difícil de ser interpretado, que ainda desperta inúmeras teorias, mas João Paulo II reconheceu nesta visão o atentado que quase o matou.

O papa Bento XVI visitou Portugal em 2010, de 11 a 14 de maio de 2010, e sua nova interpretação do terceiro segredo, sobre os pecados da Igreja, como a pedofilia, continua dando o que falar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos