CIA cria centro específico para tratar "ameaças" da Coreia do Norte

Washington, 10 mai (EFE).- A Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos (CIA) anunciou nesta quarta-feira a criação de um centro específico para fazer frente à "ameaça nuclear e de mísseis balísticos apresentada pela Coreia do Norte", em plena escalada das tensões entre Washington e Pyongyang.

O Centro de Missão para a Coreia reunirá "agentes experimentados de toda a agência em uma só entidade, para que centrem sua experiência e criatividade no objetivo Coreia do Norte", indicou a agência em um comunicado.

A CIA tinha até agora dez "centros de missão" distribuídos por regiões geográficas ou prioridades estratégicas, entre eles um dedicado à Ásia Oriental e ao Pacífico, que presumivelmente encarregava-se até agora de tudo relacionado com a Coreia do Norte.

Esta é a primeira vez que se cria um centro particular para um país em concreto, um gesto com o qual o governo de Donald Trump parece querer reforçar sua pressão sobre o regime norte-coreano.

"Criar o Centro de Missão para a Coreia nos permite integrar e dirigir mais deliberadamente os esforços da CIA contra as graves ameaças aos Estados Unidos e seus aliados que emanam da Coreia do Norte", disse o diretor da CIA, Mike Pompeo, no comunicado.

A permanente tensão entre Estados Unidos e Coreia do Norte aumentou com a chegada ao poder de Donald Trump, e na semana passada Pyongyang assegurou que aceleraria seu programa nuclear, reforçando a ameaça de fazer seu sexto teste atômico de maneira iminente.

Os "centros de missão" da CIA foram criados em 2015 por iniciativa do então diretor da agência, John Brennan, que decidiu reestruturá-la ao pôr fim às divisões que a caracterizavam até então e substitui-las por essas novas unidades, que juntam espiões com analistas.

Até agora, havia um centro de missão para o Hemisfério Ocidental, outro para a África, outro para Europa e Eurásia, outro para o Oriente Próximo, outro para a Ásia Oriental e o Pacífico e outro para a Ásia Central e do Sul.

Além disso, há quatro centros temáticos: um para assuntos globais, outro para antiterrorismo, outro para contraespionagem e um último dedicado ao combate à proliferação de armas, segundo o site da CIA.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos