Manifestação opositora em Caracas termina com 177 feridos

Caracas, 10 mai (EFE).- Pelo menos 177 pessoas ficaram feridas nesta quarta-feira durante a manifestação opositora que aconteceu no leste de Caracas e que pretendia chegar até a sede do Tribunal Supremo de Justiça (TSJ) no centro da capital venezuelana, segundo informaram algumas autoridades.

O prefeito do município de Chacao, o opositor Ramón Muchacho, indicou através de sua conta no Twitter que em sua jurisdição tinham sido atendidas 93 pessoas, duas feridas de "bala" e "fora de perigo", seis por "balas de borracha", 13 por "asfixia" e 72 por "traumatismos".

Por sua parte, o prefeito do município de Baruta, o também opositor Gerardo Blyde, disse a jornalistas que ali foram atendidas 84 pessoas, "a maioria por feridas de objetos contundentes e outras por asfixia, além de um morto".

Blyde detalhou que o falecido era o jovem Miguel Castillo, de 27 anos, que segundo explicou teve um ferimento na parte "intercostal esquerda".

O Ministério Público já tinha confirmado a morte deste jovem e, nesse momento, está realizando a autópsia e investigando o ocorrido, segundo informou no Twitter, embora não tenha oferecido mais detalhes do caso.

Em relação à morte deste jovem, o defensor público, Tarek William Saab, informou que designou uma comissão para investigar a morte "e determinar as responsabilidades", ao mesmo tempo em que lamentou sua morte.

A Guarda Nacional Bolivariana (GNB, polícia militar) foi a responsável por dispersar com bombas de gás lacrimogêneo e jatos de água a manifestação da oposição no leste de Caracas.

A Agência Efe constatou que, enquanto os efetivos da GNB tentavam dispersar o protesto, um grupo de manifestantes respondia com pedras e pedaços de excremento, conhecidos como "coquetéis puputov".

Com a morte Castillo subiu para 39 o número de mortos durante os últimos 40 dias, nos quais uma onda de protestos, a favor e contra o governo do presidente Nicolás Maduro, também deixou centenas de feridos e quase dois mil detidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos