Ofensiva do Exército na Síria mata 13 membros de duas famílias

Cairo, 10 mai (EFE). - Pelo menos 13 integrantes de duas famílias morreram nesta quarta-feira em ataques de aviões de guerra no leste da província de Aleppo, no noroeste da Síria, onde o Exército do governo faz uma ofensiva, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

As aeronaves tiveram como alvo a localidade de Samuma, perto da margem norte do Rio Eufrates, no extremo leste de Aleppo. Entre as vítimas há seis crianças e mulheres, detalhou o Observatório.

A entidade indicou que nas últimas 72 horas pelo menos 39 civis morreram em vários povoados da zona e que o número de falecidos poderia aumentar porque há feridos graves entre as dezenas de pessoas atingidas pelos bombardeios. A ONG destacou que dezenas de famílias abandonaram suas casas na região, por causa dos bombardeios de aviões e helicópteros militares e dos ataques de artilharia e com mísseis por parte do Exército.

Desde o início do ano, as tropas fazem uma ofensiva no leste de Aleppo para recuperar as áreas nas mãos dos jihadistas do Estado Islâmico (EI), dos quais hoje recuperaram a localidade de Al Mahdum.

O Observatório explicou que as forças governamentais e os extremistas estão se enfrentando nos arredores do Aeroporto Militar de Yarah, depois que os soldados conseguissem cercar o local. Este aeroporto é considerado um dos centros militares mais importantes do EI na província e fica na periferia de Dayr Hafir, a 30 quilômetros ao noroeste de Al Mahdum.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos