Chefe do FBI não informará Casa Branca durante investigação sobre Rússia

Washington, 11 mai (EFE).- O diretor do FBI em exercício, Andrew McCabe, disse nesta quinta-feira que não informará a Casa Branca ao longo da investigação sobre se houve coordenação entre a equipe de Donald Trump e o governo da Rússia para interferir nas eleições dos Estados Unidos do ano passado.

Em uma audiência perante o Comitê de Inteligência do Senado, McCabe indicou que "até o momento" não houve esforços para interromper as pesquisas do FBI, que continuam adiante, mas se comprometeu a informar os congressistas caso a Casa Branca tente irromper seus procedimentos de investigação.

McCabe discursou no lugar de James Comey, que até a terça-feira era o diretor do FBI (polícia federal americana), mas foi demitido de maneira surpreendente pelo presidente Trump, decisão que provocou um tormenta política em Washington.

Perguntado pelo democrata de mais alto cargo da comissão, o senador Mark Warner, se ele se comprometeria a informar o comitê caso a Casa Branca tentasse se intrometer na investigação, o diretor em exercício foi taxativo: "absolutamente", disse.

"Em poucas palavras, senhor, não se pode impedir que os homens e mulheres do FBI façam o certo, protegendo o povo americano e protegendo a Constituição", afirmou em resposta a uma pergunta do senador republicano Marco Rubio.

Além disso, McCabe desmentiu as acusações do governante sobre seu ex-chefe. Trump afirmou que Comey tinha perdido a confiança de seus subordinados no FBI como parte de seus argumentos para justificar a demissão.

"O diretor Comey teve amplo apoio dentro do FBI e ainda tem. Posso dizer com segurança que a maioria dos empregados do FBI desfrutaram de uma conexão profunda e positiva com o diretor Comey", disse McCabe, antes de acrescentar que trabalhar com Comey foi "o maior privilégio" de sua carreira profissional.

A respeito das informações que apontaram nesta semana que Comey tinha solicitado mais recursos para a investigação sobre a Rússia, o diretor em exercício do FBI disse acreditar "firmemente que a investigação" está "adequadamente financiada" e que não tem fundamento ter solicitado tais verba.

O presidente do Comitê, Richard Burr, perguntou se McCabe tinha ouvido Comey dizer alguma vez a Trump que o presidente não era alvo de investigação, mas o diretor interino se negou a responder.

Em carta enviada na terça-feira a Comey para comunicar sua demissão, Trump disse que o agora ex-diretor o informou "em três ocasiões distintas" que o governante não estava "sob investigação". EFE

rg/vnm

(foto) (vídeo)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos