Portugal mantém alerta terrorista "moderado" na véspera da visita papal

Lisboa, 11 mai (EFE).- O governo de Portugal decidiu nesta quinta-feira manter o nível de alerta terrorista em "moderado", após ter ocorrido com "normalidade" a operação de segurança organizada por conta da visita do papa Francisco ao Santuário de Fátima, que começa na sexta-feira.

A secretária-geral do Sistema de Segurança Interna português, Helena Fazenda, explicou em Lisboa alguns aspectos da chamada "Operação Fátima" e explicou que tudo se desenvolve conforme o previsto, motivo pelo qual não há motivos para modificar o nível de ameaça terrorista.

Portugal aplica desde a meia-noite de quarta-feira o controle de documentação em todas as fronteiras aéreas, marítimas e terrestres, onde já foram controladas 51.731 pessoas que queriam adentrar o território lusitano, segundo os dados divulgados por Fazenda.

Nas primeiras 24 horas da operação, 29 pessoas foram impedidas de entrar no país porque não contavam com a documentação necessária e 13 foram detidas, das quais quatro foram por posse de arma branca e duas por lavagem de dinheiro. Além disso, 57 peregrinos necessitaram assistência médica e três deles foram levados a um hospital.

Mais de seis mil agentes das diferentes forças e serviços de segurança portugueses estão encarregadas da segurança durante a visita do papa Francisco a Fátima por causa do centenário dos aparecimentos da Virgem.

As autoridades esperam que cerca de um milhão de pessoas se concentrem no santuário, onde também estarão presentes dois chefes de Estado estrangeiros: o do Paraguai, Horacio Cartes, e o de São Tomé e Príncipe, Evaristo do Espírito Santo Carvalho.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos