Quatro supostos terroristas morrem em operações do Exército egípcio no Sinai

Cairo, 11 mai (EFE).- Quatro supostos terroristas morreram no centro da península egípcia do Sinai e um de seus refúgios foi destruído em uma operação das Forças Armadas egípcias, informou nesta quinta-feira o porta-voz do Exército, Tamer al Refai.

"Os quatro takfiries (que consideram infiéis quem não compartilha os mesmos princípios religiosos) abatidos eram muito perigosos", explicou Refai.

Nas operações, que contaram com cobertura aérea, os soldados destruíram um veículo e uma motocicleta dos radicais.

Já um comunicado difundido pela agência "Amaq", ligada aos terroristas do grupo Estado Islâmico (EI), informoou que "um tanque do Exército egípcio foi destruído" ontem com um artefato explosivo perto de Al Yura em Al Sheij Zueid (norte de Sinai), mas não deu mais detalhes.

No entanto, o porta-voz do Exército não fez nenhuma alusão a este fato.

Na província do Norte do Sinai, base da Wilayat Sina (o Estado do Sinai), que jurou lealdade ao EI, está em vigor desde 2014 o estado de emergência.

O Egito declarou em abril passado o estado de emergência por três meses em todo o país, por causa dos atentados nas igrejas coptas de Tanta e Alexandria no dia 9 desse mês que causaram pelo menos 46 mortos e cem feridos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos