Ex-combatentes disparam para o ar e fecham ruas na Costa do Marfim

Abidjan, 12 mai (EFE).- Militares da Costa do Marfim descontentes com o Governo por causa da falta de pagamento de bônus desde o final da guerra civil se amotinaram nesta sexta-feira em diferentes cidades do país, entre elas a capital Abidjan, onde atiraram para o ar, informou a imprensa local.

A revolta, iniciada por ex-combatentes integrados no Exército que já tinham se sublevado em janeiro passado, paralisou a atividade em algumas das regiões, obrigando os cidadãos a permanecer em suas casas.

Em janeiro, mês durante o qual se viveu uma grande tensão, os militares e o Governo chegaram a um acordo para saldar essa dívida pendente desde 2011, mas esta semana começaram de novo a reivindicar outros pagamentos e aconteceu uma nova negociação que terminou ontem com outro pacto.

No entanto, esta manhã alguns militares descontentes com este último acordo tomaram as ruas em cidades como Bauké e Odienne, onde inclusive levantaram barricadas.

Os protestos remontam a novembro de 2014, e em sua origem se encontram antigos elementos rebeldes, integrados nas forças de segurança nacional após o acordo de paz de Ouagadougou assinado em 2007.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos