Bombardeio no oeste de Iraque mata 13 líderes do EI

Bagdad, 13 mai (EFE).- Pelo menos 13 membros do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) morreram e vários ficaram feridos em um bombardeio do exército iraquiano na zona da Al Qaim, situada no oeste de Iraque e fronteiriça com a Síria.

O Comando das Operações Conjuntas iraquianas detalhou em um comunicado que a operação militar estava dirigida contra "um grupo de líderes do EI na região da Al-Qa'im" que "planejava lançar ataques terroristas contra os cidadãos durante o mês sagrado do Ramadã e assassinar alguns juízes".

O Ramadã - festa sagrada para os muçulmanos - terá início no final de maio e no ano passado no Iraque foi um mês especialmente sangrento, com atentados em mercados e zonas onde os civis saem para passear e para fazer suas compras.

O comunicado acrescentou que a aviação fez um "bombardeio aéreo preciso", que causou a morte e feriu vários líderes.

Além disso, a aviação "destruiu por completo outros oito alvos, como armazéns de armas e mísseis, e uma fábrica de carros-bomba" pertencente ao EI.

Atualmente, o exército iraquiano desenvolve uma ofensiva contra os jihadistas no norte do país, para expulsar o EI da cidade de Mosul, seu último reduto urbano em Iraque.

O EI conquistou amplas partes do norte, do centro e do oeste de Iraque em 2014, mas perdeu a maioria de seus domínios perante o avanço das forças governamentais desde o ano passado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos