Bombardeios em duas províncias sírias deixam 11 civis mortos

Cairo, 13 mai (EFE).- Pelo menos 11 civis morreram por bombardeios da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos e as Forças da Síria Democrática (FSD), aliança de milícias lideradas por curdos, em duas províncias do nordeste da Síria, segundo informações divulgadas neste sábado pelo Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Seis pessoas faleceram e um número indeterminado ficou ferido em bombardeios da coligação e das FSD na noite de sexta-feira, sobre a cidade de Yaareb, no oeste da província de Al Raqqa.

Enquanto isso, outras cinco pessoas morreram e várias ficaram feridas por causa de um bombardeio de aviões que devem pertencer à aliança antijihadista, sobre a aldeia de Quriya, no leste da província de Deir ez-Zor.

As FSD, que têm a cobertura aérea da coligação internacional e o apoio de forças especiais americanas, iniciaram em novembro do ano passado a ofensiva "Fúria do Eufrates" para expulsar o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) da província de Al Raqqa.

A coligação internacional, integrada por dezenas de países e comandada por Washington, bombardeia posições dos radicais no território sírio desde setembro de 2014.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos