Operários de estrada ligada a projeto chinês no Paquistão são assassinados

Islamabad, 13 mai (EFE).- Operários que trabalhavam na construção de uma estrada ligada ao projeto Corredor Econômico China-Paquistão (CPEC) morreram fuzilados neste sábado no distrito de Gwadar, na província de Baluchistão, no sul do Paquistão, onde operam organizações armadas separatistas e grupos jihadistas.

"Homens não identificados que viajavam em motos abriram fogo contra os trabalhadores em dois pontos da estrada, matando 11 e ferindo cinco", informou à Agência Efe Bashir Bangalzai, comissário de polícia de Makran, que inclui o distrito de Gwadar.

As vítimas trabalhavam na construção de uma estrada ligada ao CPEC, um projeto multimilionário de infraestrutura financiado pela China e que pretende criar uma rota comercial que ligará a cidade chinesa de Kasghar com o porto paquistanês de Gwadar, mas os trabalhos nesta via, concretamente, não eram financiados por Pequim.

Segundo Bangalzai, os agressores perguntaram quais trabalhadores procediam da província do Baluchistão, os separaram dos outros e dispararam contra estes últimos após obrigá-los a formarem uma fila.

Os fuzilados eram originários da província de Sindh, no sul do país, detalhou o comissário de polícia de Makran.

Outro porta-voz policial de Gwadar, Qurban Khan, disse à Efe que o ataque aconteceu em dois pontos do distrito de Gwadar, que se encontram a três quilômetros de distância entre eles.

O primeiro deles está situado na área de Pashgan, onde morreram oito operários, e o segundo na zona de Gant, onde outros três foram executados.

Bangalzai indicou que ainda não foi possível determinar se a ação foi realizada por apenas um grupo ou se o ataque foi coordenado com outro.

A província de Baluchistão, que faz fronteira com o Afeganistão e o Irã, é a mais extensa e menos povoada de Paquistão. Esta região é cenário habitual de violência com a presença de grupos armados separatistas, facções talibãs e grupos jihadistas e uma das áreas menos desenvolvidas do país asiático.

O projeto chinês do CPEC, iniciado em 2015, financiará a construção de uma rota comercial que ligará a cidade de Kasghar, na província chinesa de Xinjiang, com o porto paquistanês de Gwadar, nesta região paquistanesa, proporcionando ao gigante chinês um porto de saída para o mar Arábico.

O CPEC é uma das esperanças da província do Baluchistão para fomentar seu desenvolvimento, já que o projeto inclui o investimento de US$ 46 bilhões em infraestrutura no país asiático, especialmente em estradas e usinas de produção de energia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos