Fracassa a 1ª tentativa de formação de uma coligação de governo na Holanda

Haia, 15 mai (EFE).- As legendas Partido Popular para a Liberdade e Democracia (VVD), Apelo Democrata-Cristão (CDA), Democratas 66 (D66) e Esquerda Verde fracassaram nesta segunda-feira na tentativa de formar uma coligação de governo na Holanda, após 61 dias de negociações.

"A imigração era um limite muito alto. Não encontraram um ponto comum nesta questão", explicou em coletiva de imprensa a liberal Edith Schippers, mediadora das conversas, sobre o motivo do fracasso.

Embora se trate da primeira tentativa de formação de uma coligação de governo desde as eleições de 15 de março, esta era a grande aposta do primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, e obrigará uma negociação com outros partidos.

"Gostaria de formar um governo, mas por desgraça não funcionou. Esta rodada terminou, e agora vamos ver o que faremos", lamentou o líder do Esquerda Verde, Jesse Klaver.

Essa legenda era a chave das negociações, já que se sentaram à mesa de diálogo com a pressão de seus eleitores, que rejeitam uma aliança com partidos de direita e, especialmente, com o VVD, de Rutte.

Por sua vez, o premiê classificou como "lamentável" o fracasso das discussões e não anunciou com quem tentará formar a coligação a partir de agora.

"Queríamos seriamente alcançar um acordo, ter sucesso, mas fracassamos. No final, chegamos todos à conclusão de que não iríamos a nenhuma parte", disse o político ao deixar o Parlamento.

Sybrand Buma, do CDA, mostrou-se "decepcionado" com este resultado e reconheceu que "as diferenças são muito grandes, sobretudo no que se refere à imigração".

Desde o início oficial do diálogo, em 29 de março, todos os partidos políticos insistiram quanto às diferenças entre si.

As chances de os partidos de centro-direita alcançarem o número de 76 deputados necessário para governar são o União Cristã (UC), o Partido Socialista (PS) e o Partido da Liberdade (PVV), do ultradireitista Geert Wilders.

Este último comemorou hoje o fracasso das negociações e voltou a se oferecer como opção, embora todos os partidos holandeses rejeitem se sentar à mesa com ele, apesar de ter ficado em segundo nas eleições.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos