Al Qaeda afirma ter bombardeado forças de ONU em aeroporto do Mali

Nuakchot, 16 mai (EFE).- O Grupo de Defesa do Islã e os Muçulmanos, filial da Al Qaeda no Mali, afirmou nesta terça-feira ter bombardeado ontem o aeroporto de Tombuctu, no norte do país, que hospeda uma sede importante da Missão da ONU no Mali (MINUSMA).

Em um comunicado publicado pela agência mauritana privada "Al Ajbar", meio ao qual recorrem habitualmente os jihadistas para divulgar suas notas, o grupo radical apontou que o ataque causou um incêndio no interior do aeroporto.

Além disso, o meio mauritano divulgou também uma foto na qual é possível ver quatro homens lançando bombas, supostamente em direção o aeroporto.

O Grupo de Defesa do Islã e os Muçulmanos, dirigido pelo jihadista malinês tuareg Iyad ag Ghaly, foi formado recentemente pela fusão dos principais grupos jihadistas ativos na região do Sahel.

O comunicado dos jihadistas lembrou que este é o segundo ataque deste tipo contra o aeroporto de Tombuctu nos últimos sete dias depois de outro bombardeio na quarta-feira e que deixou feridos nas fileiras da MINUSMA.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos