Atos de Trump estão colocando EUA "à prova", afirma líder democrata

Washington, 16 mai (EFE).- O líder da minoria democrata do Senado dos Estados Unidos, Chuck Schumer, afirmou nesta terça-feira que "o país está sendo posto à prova de um modo sem precedentes", após a divulgação de memorandos revelados pelo jornal "The New York Times" que indicam que o presidente Donald Trump pode ter tentado obstruir investigações no FBI (polícia federal americana).

Schumer assegurou estar "impressionado" pelas novas revelações, apenas alguns minutos depois que o jornal nova-iorquino publicou essas informações.

Segundo o "NYT", Trump pediu em fevereiro que o então diretor do FBI, James Comey, pusesse fim a uma investigação sobre os nexos com a Rússia do ex-assessor de Segurança Nacional, Michael Flynn, que teve que renunciar a seu cargo por seus provados laços com o Kremlin.

"A história está nos olhando", alertou o líder democrata na Câmara alta, em relação à responsabilidade que recai agora sobre o Congresso para exigir e habilitar uma investigação independente sobre a ingerência russa nas eleições presidenciais de novembro, nas quais Trump venceu a candidata democrata, Hillary Clinton.

A solicitação está contida em um documento que Comey escreveu para relatar o que tinha falado com Trump. O jornal não pôde ver diretamente esse documento, mas um dos assistentes do agora ex-diretor do FBI leu parte do texto ao "NYT".

"Espero que possa deixar isto passar", disse Trump a Comey, segundo o texto divulgado pelo jornal. "É um bom sujeito", acrescentou o governante.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos