Ataque em emissora de TV no Afeganistão deixa pelo menos 1 morto e 14 feridos

Cabul, 17 mai (EFE).- Pelo menos uma pessoa morreu e 14 ficaram feridas por conta de um ataque, que ainda acontece, de um grupo de homens armados à sede da Rádio Televisão Nacional do Afeganistão (RTA) em Jalalabad, capital da província de Nangarhar.

O diretor de Saúde Pública da província, Najibullah Kamawal, disse à Agência Efe que até o momento 15 pessoas, uma delas morta, foram levadas para hospital estadual.

Porém, os feridos não correm risco de vida, afirmou Kamawal.

A "RTA" anunciou em um programa ao vivo que homens armados atacaram a sede em Jalalabad e que os disparos continuam no complexo e que estão tentando, sem sucesso, entrar em contato com seus funcionários no local.

Forças especiais isolaram a área onde está localizado o canal, situado perto dos escritórios do governador estadual e de um posto policial.

Um funcionário do canal, que pediu anonimato, explicou para a Efe, por telefone, que vários homens-bomba com bastante explosivos entraram no local, onde acontece uma "violenta" troca de tiros.

O porta-voz do governador de Nangarhar, Attaullah Khogyanai, disse à Efe que "um número indeterminado de atacantes" iniciou o atentado no local por volta das 10h (hora local) e que pelo menos "três explosões" foram ouvidas no interior da sede do canal.

Nenhum grupo insurgente reivindicou a autoria do ataque.

O porta-voz dos talibãs, Zabihullah Mujahid, disse que o grupo não tem "nada a ver" com o ataque.

A província de Nangarhar, fronteira com Paquistão, é uma das mais convulsas do Afeganistão e bastião do grupo jihadista Estado Islâmico (EI) no país, além de ter uma importante presença dos talibãs.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos